Números da Pandemia mostram maior queda no crédito ao consumo no Reino Unido desde 1994

finanças

As famílias reduziram o crédito aos consumidores ao ritmo mais rápido desde pelo menos 1994, com o BOE a reportar que o crédito ao consumo líquido caiu 590 milhões de libras (657 milhões de euros) em outubro, elevando a taxa anual para um mínimo de -5,6%.

A queda de outubro deveu-se principalmente às pessoas que pagam os seus cartões de crédito em vez de assumirem mais dívidas na sequência de novas restrições à COVID que não permitem hábitos normais de gastos com a maioria das pessoas confinadas a bloqueios no Reino Unido.

O BoE explica: “Desde o início de março, as famílias reembolsaram 15,6 mil milhões de libras (17,3 mil milhões de euros) de crédito ao consumo. Como resultado, a taxa de crescimento anual caiu ainda mais em outubro para -5,6%, uma nova série baixa desde que começou em 1994.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *